Carga mutacional total avaliada em sangue periférico mostra relação com benefício resultante do atezolizumabe em pacientes com câncer de pulmão avançado. - Oncologia Brasil

Carga mutacional total avaliada em sangue periférico mostra relação com benefício resultante do atezolizumabe em pacientes com câncer de pulmão avançado.

< 1 min. de leitura

Em análise exploratória que incluiu pacientes dos estudos randomizados OAK e POPLAR, que investigaram o atezolizumab em pacientes com câncer de pulmão avançado previamente tratados, a avaliação da carga mutacional total usando amostras de plasma (“celll-free DNA”), e não biópsias tumorais, se relacionou com benefício à terapia com esse agente anti-PD-L1.

Não houve relação entre a carga mutacional e expressão de PD-L1 nessa amostra. Em uma sub-análise, observou-se forte concordância entre a avaliação da carga mutacional em amostras tumorais vs sangue periférico.

Referência: 1295O – Blood-based biomarkers for cancer immunotherapy: Tumor mutational burden in blood (bTMB) is associated with improved atezolizumab (atezo) efficacy in 2L+ NSCLC (POPLAR and OAK). Proffered Paper Session – NSCLC metastatic.

Acesse aqui o artigo.

Send this to a friend