Eficácia e segurança do erdafitinibe como terapia agnóstica

< 1 min. de leitura

Neste vídeo, Dr. Marcelo Corassa, oncologista clínico e pesquisador do A. C. Camargo Cancer Center, comenta sobre um estudo de fase 2 que avaliou o uso agnóstico do erdafitinibe em pacientes com tumores sólidos avançados com alterações pré-especificadas em FGFR

Erdafitinibe (erda) é um inibidor oral seletivo de tirosina quinase pan-FGFR, aprovado para tratar carcinoma urotelial (UC) localmente avançado ou metastático em adultos com alterações pré-especificadas do receptor do fator de crescimento de fibroblastos 3/2 (FGFR3/2alt) suscetíveis, que progrediram durante ou após ≥ 1 linha de quimioterapia contendo platina. As alterações FGFRalt são observados em uma ampla gama de malignidades e podem funcionar como condutores oncogênicos independentemente do tipo de tumor subjacente. 

O estudo clínico RAGNAR (NCT04083976) é um estudo em andamento, de fase 2, aberto e braço único com tumores agnósticos, que investiga a eficácia e segurança de erdafitinibe em pacientes adultos e pediátricos pré-tratados com tumores sólidos avançados e FGFRalt. Na reunião anual do ASCO foram apresentados os dados de uma análise interina planejada do estudo. 

Vale a pena assistir ao vídeo e conferir o relato completo!  

Referências: 

Yohann Loriot et al., Tumor agnostic efficacy and safety of erdafitinib in patients (pts) with advanced solid tumors with prespecified fibroblast growth factor receptor alterations (FGFRalt) in RAGNAR: Interim analysis (IA) results. J Clin Oncol 40, 2022 (suppl 16; abstr 3007). DOI 10.1200/JCO.2022.40.16_suppl.3007 

Send this to a friend