Muito além do acesso – Dor oncológica

< 1 min. de leitura

O Dr. João Paulo dos Reis Neto, presidente da Capesesp, em participação na ISPOR LatAm falou sobre dores crônicas, especialmente a chamada dor oncológica, que acomete cerca de 60 a 70% dos pacientes com câncer. Este tipo de dor, segundo o Dr. Neto, é subtratatada especialmente por falta de conhecimento a respeito dos tratamentos disponíveis, e por uma normalização da dor pelos próprios pacientes.

Os resultados de um estudo conduzido pela equipe da Capesesp mostram que pacientes com dor crônica tendem a usar 20% mais os planos de saúde do que aqueles que não sentem dor cronicamente. Já pacientes oncológicos que sentem dor, entre consultas, exames, terapias e internações, chegam a um gasto 46,5% maior do que o dos pacientes sem essas condições.

“Temos de pensar, como gestores, médicos e especialistas, em apoiar esses pacientes, seja através do credenciamento de clínicas de cuidados paliativos, orientação educacional dos médicos ou mesmo atuar em parceria com associações defensoras dos direitos dos pacientes para esclarecer quanto terapias eficazes que existem hoje para a redução desse sofrimento”, disse.

A ISPOR Latin America acontece em Bogotá, Colômbia entre os dias 12 e 14 de setembro e reúne diversos especialistas de prestígio no cenário latino-americano da área de saúde. Acompanhe a cobertura no site www.oncologiabrasil.com.br/ispor-la, e nas nossas redes sociais.

Send this to a friend