Muito mais do que medicina baseada em evidência – o conceito de ATS

< 1 min. de leitura

O diretor executivo da Unimed de Curitiba (PR), Mark Deeke, em participação na ISPOR LatAm fala sobre a Avaliação Tecnológica em Saúde (ATS), no contexto da adoção de novos dispositivos aplicados à saúde. “Existe uma necessidade de sabermos se esses dispositivos têm tudo o que prometem para a comunidade médica, seja em eficácia ou em custo-efetividade”, afirmou.

Ressaltando a importância de encontros como o ISPOR para a área de saúde na América Latina, por promover troca de experiências entre profissionais de diversos países, Deeke refletiu sobre o quanto esse intercâmbio pode trazer novos aprimoramentos de ferramentas de gestão para realidades como a brasileira.

“Dispositivos de saúde, tanto implantáveis quanto não-implantáveis, devem ser avaliados de forma a se responder a algumas perguntas: ‘podemos incorporar essa tecnologia?’, ‘é esse o momento da incorporação?’, e ‘essa tecnologia é capaz de se pagar?’.O interesse tanto da parte dos médicos quanto de gestores é muito importante para que a ATS seja mais difundida no nosso país, trazendo ferramentas para respondê-las”, disse.

O ISPOR Latin America acontece em Bogotá, Colômbia entre os dias 12 e 14 de setembro e reúne diversos especialistas de prestígio no cenário latino-americano da área de saúde. Acompanhe a cobertura no site www.oncologiabrasil.com.br/ispor-la, e nas nossas redes sociais.

Send this to a friend