Pembrolizumabe + quimioterapia no tratamento de primeira linha do câncer do colo do útero

< 1 min. de leitura

Assista ao vídeo para conferir a análise da Dra. Angelica Nogueira, oncologista clínica, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Presidente do Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicossobre o estudo KEYNOTE-826: estudo randomizado, duplo cego, de fase 3.

O trabalho avaliou pembrolizumabe + quimioterapia vs. placebo + quimioterapia no tratamento de primeira linha do câncer cervical persistente, recorrente ou metastático, denotando um impacto significativo nos índices de sobrevida global e sobrevida livre de progressão.  

Confira:

Ouça também o podcast:

Send this to a friend