Margetuximabe aumenta sobrevida livre de progressão em câncer de mama HER2+

< 1 min. de leitura

O Dr. José Bines, oncologista clínico do Instituto Nacional de Câncer (INCA), discute a análise inicial do estudo SOPHIA, que mostrou significativo ganho em sobrevida livre de progressão com uso de margetuximabe em comparação a trastuzumabe, ambos associados a quimioterapia, em pacientes com câncer de mama metastático HER2+, após múltiplas linhas de tratamento. Os resultados foram apresentados no ASCO 2019, congresso que ocorre de 31 de maio a 04 de junho, em Chicago (EUA).

Send this to a friend