Novo tratamento para câncer de próstata (CPRC nm), aprovado no Brasil - Oncologia Brasil

Novo tratamento para câncer de próstata (CPRC nm), aprovado no Brasil

< 1 min. de leitura

A ANVISA aprovou no ultimo dia 30 de julho uma nova indicação de XTANDI (enzalutamida) para o tratamento de câncer de próstata não metastático resistente à castração (CPRC nm). O país é o segundo no mundo a contar com a medicação aprovada para essa indicação.

A aprovação teve como base os resultados da fase 3 do estudo clínico PROSPER, que entre outros dados, mostrou que o uso de enzalutamida mais a terapia de privação de andrógeno (ADT) reduziu significativamente o risco de desenvolver metástases ou óbito em 71% em comparação à ADT sozinha. A mediana da avaliação principal, sobrevida livre de metástase (MFS), foi de 36,6 meses para os homens que receberam enzalutamida em comparação a 14,7 meses com ADT sozinha (n=1401; HR=0,29 [IC 95%: 0,24-0,35]; p<0,001).

O medicamento já é parte do Rol de cobertura mínima obrigatória dos planos de saúde nas duas primeiras indicações aprovadas pela ANVISA: tratamento de câncer de próstata metastático resistente à castração em adultos, que são assintomáticos ou ligeiramente sintomáticos após falha de terapia de privação androgênica e tratamento de câncer de próstata metastático resistente à castração em adultos que tenham recebido terapia com docetaxel.

Send this to a friend