Anti PD-L1 melhora a sobrevida global de pacientes com câncer gástrico

< 1 min. de leitura

Pembrolizumabe em primeira e demais linhas promove ganho de sobrevida global em pacientes com câncer gástrico/junção gastroesofágico avançado com alta expressão de PD-L1 comparado a quimioterapia.

Aproximadamente 30% dos pacientes câncer gástrico apresentam CPS ≥10. Neste contexto os estudos KEYNOTE-059, KEYNOTE-061 e KEYNOTE-062 incluíram pacientes com câncer gástrico CPS ≥10 e avaliaram a eficácia de pembrolizumabe no tratamento desses pacientes.

No estudo de braço único KEYNOTE-059, pembrolizumabe quando usado como terceira ou mais linhas foi associado a sobrevida global (SG) de 7,9 meses nos pacientes CPS ≥10 (n = 46). Já no KEYNOTE-061 e KEYNOTE-062, indivíduos CPS ≥10 em tratamento com pembrolizumabe tiveram aumento de SG em comparação a quimioterapia.

A análise retrospectiva sugere, pelo menos até o momento, eficácia de pembrolizumabe em pacientes com câncer gástrico CPS ≥10.

Send this to a friend